21.6.11

Um blog alimentado a memes

Por razões de ordem diversa, nem eu nem a Puta de Prisão podemos ou pretendemos recusar qualquer tipo de solicitação da Menina Limão, pelo que, cá está.


1. Existe um livro que lerias e relerias várias vezes?
Passo a vida nisso, mas com BD. Como sou muito pobre e não posso ter os livros de BD que quero, releio tudo o que tenho de seis em seis meses há dezoito anos. Portanto é seguro garantir que já li a Balada do Mar Salgado 36 vezes, e as páginas em que entra a Pandora umas trezentas. Além disso, não tenho jeito para ler na cama, por isso um livrinho de BD é a companhia mais segura para poder adormecer a meio da leitura. Mas que não se veja aqui falta de respeito.

2. Existe algum livro que começaste a ler, paraste, recomeçaste, tentaste e tentaste e nunca conseguiste ler até ao fim?
Passo a vida nisso, mas com escritores russos. O único que tem uma história que vale a pena contar é o Margarita e o Mestre, que comecei a ler uma vez que saiu com o Público. Calhou que o livro trazia defeito e a meio passávamos da página x para a página x+40. Há pessoas que teriam escrito ao Público e enviado a cópia defeituosa, solicitando uma nova; outras, mais preguiçosas, ter-se-iam dirigido à loja do Colombo e propunham a troca pessoalmente; este vosso está na categoria dos que se conformam com as inevitabilidades. Anos mais tarde comprei uma edição em inglês muito bonita e barata, que recomecei a ler logo no autocarro, e cheguei a ser avistado a lê-la uns dias depois numa paragem do 38. Mas não passei da cena (cena?) do jardim. Quando conheci a Puta, para a impressionar, voltei a pegar-lhe quando fomos passear a um jardim em Lisboa, mas depois houve outro problema e coiso. Sei tudo sobre a cena (cena...) inicial deste livro e já me consigo safar em reuniões sociais em que o Bulgakov venha ao barulho.

3. Se escolhesses um livro para ler para o resto da tua vida, qual seria ele?
Não percebo esta questão. Estamos a falar de abrir o mesmo livro todos os dias do resto da minha vida, com a possibilidade de ir lendo outros para manter a sanidade? Isto é uma daquelas oportunidades para as pessoas responderem a Bíblia ou assim, não é? Ou estamos a falar de ter só um livro por toda a vida, como naquelas perguntas de ilha deserta? Se for assim, Deus me livre, mas se me encostassem uma arma à cabeça para responder, eu pedia para me deixarem ficar com as obras completas de Borges, na verdade um livro em quatro volumes (esta seria a minha argumentação, pelo menos). Se estivermos só a falar de voltar a um livro recorrentemente, então remeto para a resposta à pergunta 1.

4. Que livro gostarias de ter lido mas que, por algum motivo, nunca leste?
A minha herança genética comporta alguma longevidade, pelo que estou confiante de que não vai haver chatices. O único problema são aqueles livros que se têm de ler a uma determinada idade, e eu só li um dos livros dos Cinco. Também não li o Senhor dos Anéis (nem vi), mas estou em paz com essa situação. Para falar a verdade, nessa altura eu não lia muito mais do que aqueles livrinhos verdes que se jogava com dados.

5. Que livro leste cuja 'cena final' jamais conseguiste esquecer?
Esta pergunta podia ser muito engraçada se fosse 'De quantas cenas finais de livros te lembras?'. Uma pessoa não leva nada desta vida, está visto.

6. Tinhas o hábito de ler quando eras criança? Se lias, qual era o tipo de leitura?
Não, nenhum hábito.

7. Qual o livro que achaste chato mas ainda assim leste até ao fim? Porquê?
Eu tenho a escolaridade completa e em finanças, por isso a lista é longa, mas poupo-vos.

8. Indica alguns dos teus livros preferidos.
Tenho muito medo que, daqui a alguns poucos anos, o que deixar aqui possa ser usado contra mim. A verdade é que fiquei muito impressionado com uma meia-dúzia de livros assim que os acabei e que hoje não lhes toco nem com luvas, outros sobreviveram mais ou menos e a outros perdi-lhes o interesse. Eu cresço muito, sabem? Digamos que houve livros que influenciaram mais as compras seguintes do que outros. Por exemplo, as Formigas de Boris Vian, o Evangelho segundo Jesus Cristo de Saramago, a Insustentável Leveza do Ser de Kundera, a Crónica de uma Morte Anunciada de Garcia Márquez, as Cidades Invisíveis de Calvino, e a História Universal da Infâmia de Borges, todos lidos a tempo, graças a Deus, mas só estes dois últimos é que poderiam entrar numa lista de preferidos. Antes que faça uma adenda junto-lhes o Lincoln e Myra Breckinridge de Gore Vidal (e todos os outros, enfim), Lolita de Nabokov, Money de Martin Amis, Moby Dick de Melville, O Coração das Trevas de Conrad, a Balada do Mar Salgado de Pratt (se alguém achar que esta insistência no Corto Maltese é uma piada, ou tentativa de ser engraçado, está fodido comigo) e outros, pá e outros. Eu nem me lembro dos fins dos livros, querem que me lembre de títulos.

9. Que livro estás a ler neste momento?
A puta da Puta vai-se rir, mas estou a fazer tudo por ler o 1876 do Gore Vidal.

10. Indica dez amigos para o Meme Literário:
Eu não quero que os meus amigos saibam que eu tenho um blog, peço desculpa.

7 Comentários:

Blogger Puta de Prisão disse...

«A minha herança genética comporta alguma longevidade, pelo que estou confiante de que não vai haver chatices.» -- e eu na prisa.

22 de junho de 2011 às 02:50  
Blogger Puta de Prisão disse...

5. Nada desta bida! http://www.youtube.com/watch?v=-uJZyJr8pUo&feature=related

22 de junho de 2011 às 02:53  
Blogger Puta de Prisão disse...

«Eu cresço muito, sabem?» -- e eu na prisa.

22 de junho de 2011 às 02:54  
Blogger Puta de Prisão disse...

«Eu nem me lembro dos fins dos livros, querem que me lembre de títulos.» eheheheheh, que Cretino.

22 de junho de 2011 às 02:56  
Blogger Puta de Prisão disse...

9. ahahahahaha!

22 de junho de 2011 às 02:56  
Blogger Puta de Prisão disse...

10. ehehehehehehe vou-lhes dizer. ehehehehehehehehe

22 de junho de 2011 às 02:56  
Blogger Menina Limão disse...

Nunca pensei que respondesses. Não temos nada em comum, impressionante.

22 de junho de 2011 às 18:18  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial